A hibernação é um mecanismo que algumas espécies possuem que lhes permite sobreviver aos meses mais frios e quando comida e água são escassos. As espécies de quelônios(tartarugas, cágados e jabutis) que habitam ambientes não tropicais usam deste mecanismo.

Quando um quelônio hiberna, ele passa os meses anteriores ingerindo grande quantidade de alimento para ter energia suficiente para aguentar o período de escassez. Ele então escolhe ou cava um abrigo e se recolhe no interior da carapaça, onde entra em uma espécie de sono profundo, quando seu metabolismo, respiração e batimentos cardíacos diminuem drasticamente. A hibernação pode até ser confundida com a morte por um observador.

Espécies tropicais, como os brasileiros jabuti tinga e jabuti piranga não necessitam hibernar, já que mesmo nos meses mais frios, há disponibilidade de alimento em seu habitat. Eles podem ficar um pouco mais lentos e ingerir menos água e alimentos no inverno, quando há uma queda de temperatura e redução da luz do dia, mas, se estiver bem de saúde, não entram neste estado de dormência.

Caso estes animais estejam em locais com clima diferentes da sua região de origem, precisam ser mantidos com aquecimento e umidade artificial, mantendo assim sua saúde e seu conforto. As baixas temperaturas deixam os répteis vulneráveis ​​aos problemas respiratórios e infecções.

Se o seu jabuti está apresentando um comportamento estranho, não se alimentando, com olhos fechados e imóvel, ele pode estar adoecendo! 
Secreções vindas de nariz, boca e olhos são sinais de que o seu pet necessita fazer uma visita ao veterinário!