O “Dia Nacional da Saúde e da Nutrição”, comemorado dia 31 de março, é uma data criada para incentivar os brasileiros a se lembrar da relação da alimentação saudável com a saúde geral.
Apesar dessa relação da alimentação com a saúde não ser novidade, vale refletirmos sobre ela, para que estejamos cada vez mais motivados a melhorar os nossos hábitos alimentares, e também o de nossos Pets.
Vamos refletir um pouco sobre a qualidade da dieta do seu Pet?
Alimentar os animais domésticos com ingredientes caseiro pode ser excelente, desde que ele seja acompanhado por um médico veterinário nutrólogo, que irá desenvolver uma dieta específica para o seu animalzinho, segundo sua espécie, idade e necessidades orgânicas específicas! Do contrário, esse tipo de dieta pode gerar vários inconvenientes como doenças nutricionais em longo prazo, excesso de gordura, excesso de sódio, excesso de carboidratos, carência de proteínas, entre outros desequilíbrios que farão toda a diferença para a saúde geral de quem, a princípio, estamos tentando cuidar.
Cães e gatos apresentam diferenças metabólicas e apresentam exigências nutricionais muito diferentes das nossas. E se o seu animalzinho é um Pet não convencional (aves, répteis, coelhos, porquinhos da índia, hamsters, etc), saiba que a maioria das apresentações desses pacientes em consultório para o diagnóstico e tratamento de enfermidades, têm uma relação com o desequilíbrio nutricional!
Caso você, enquanto tutor, não tenha tempo para se dedicar à confecção e manutenção diária de uma dieta natural completa, direcionada e prescrita por um nutrólogo, o ideal é ofertar ao seu companheiro uma dieta comercial de qualidade “super premium”. Nela, todos os ingredientes necessários para a adequada nutrição das diferentes espécies animais, em suas diferentes faixas etárias e condições corpóreas estarão presentes. Ainda, vale lembrar que quanto melhor for a qualidade do produto adquirido, maior será o aproveitamento dos nutrientes dessa dieta pelo organismo do seu Pet! E isso pode ser relacionado a um menor consumo diário do volume de ração, menor volume das fezes e, por fim, inclusive maior economia na aquisição da ração, se avaliarmos o investimento em médio ou longo prazo.
Existe uma variedade muito grande dos tipos de dietas disponíveis no mercado. Por isso, conte sempre com a orientação do seu médico veterinário de confiança para definir qual delas tem as características mais ideias para o seu Pet, individualmente. E, se você é atraído pela ideia de aderir à alimentação natural, tenha como primeiro passo, agendar uma consulta com um médico especialista em nutrologia. Aqui no Hospital Veterinário Anima, temos esse atendimento especializado disponível para o seu Pet!
Lembre-se sempre que a garantia de uma alimentação correta e ideal é tão essencial para a nossa saúde, quanto é também para a saúde de nossos Pets.