Um dos sinais mais evidentes da sensação de frio nos animais é a redução da atividade física, e a mudança de comportamento no sentido de tentarem se aquecer. Isso pode ser notado nos cães, por exemplo, quando eles deixam de dormir sobre superfícies frias, e passam a buscar por cobertas e superfícies mais quentes para se deitar. 

Com frio, os cães podem fazer uma menor questão dos passeios externos, trocando-os por mais horas do dia em repouso, de modo aconchegado e próximo à você e a outros animais da casa. Pela mesma razão, tendem a brincar menos! 

Frequentemente, os animais buscam por mais alimento (podem “pedir” por ração mais vezes ao dia) já que essa é uma forma fisiológica de se elevar a temperatura corpórea através da elevação do metabolismo durante a digestão. O frio, por si só, gera um gasto calórico em repouso maior, e a ativação da sensação fome tende a aumentar. 

No caso dos gatos, eles já buscam pelas superfícies naturalmente mais quentes para se acomodar, mesmo quando não se sentem com frio. Eles adoram se deitar sobre TVs, computadores e outros equipamentos cujas superfícies se mantêm frequentemente aquecidas e, quando sentem frio, o fazem com ainda maior frequência. Inclusive, essa é a razão também do porquê, no inverno, devemos sempre verificar embaixo dos carros, e mesmo dentro de seus motores, se há um gatinho ali escondido, antes de ligá-los. 

Com frio, os gatos também tendem a constantemente se “entocar”, migrando para debaixo das cobertas da cama, por exemplo, e podem passar muitas horas “escondido”, como dentro de suas tocas de brinquedo ou debaixo das cobertas.

Assim, se você nota que seu Pet tem passado mais horas dormindo ou em repouso, anda se alimentando mais ou pedindo mais refeições, e mudou seus locais preferidos para dormir, é importante favorecer que ele obtenha, de fato, meios para se aquecer.

Além de redobrar os cuidados quanto ao favorecimento de tocas para os gatos, e muitas cobertas para todos eles (cães e gatos), anote aí uma dica muito legal para ajudar o seu Pet a se proteger e se sentir aquecido, elevando a sua sensação térmica, nos dias de maior frio:

Utilize alimentos úmidos – tanto para os cães quanto para os gatos, na forma de patês e sachês, e desde que sejam alimentos completos, de boa qualidade – sempre aquecendo-os antes de oferecer! Assim, o seu Pet terá a oportunidade de ingerir o alimento bem quentinho… e a sensação de prazer e conforto que ele terá será muito similar à sua, quando você está com frio e se alimenta de algo quente! 

Gostou da dica?! Fique de olho, pois a nossa série de Inverno ainda não acabou, viu?!